sábado, 7 de janeiro de 2012

Em Memória, Solidariedade e Respeito à Vida-Criança awá-guajá -Crianças





Órfãos,abandonados, desrespeitados, massacrados, torturados,discriminados, perseguidos,violentados,
acorrentados,reféns do PODER, da ganância, de manobras escusas, de jogos e "negociatas"
Adjetivos não faltam aqui para classificar os "crimes ediondos", genocídios cometidos contra Inocentes e as ´vítimas, Crianças Indígenas mais que se IMAGINA!

Quantos laudos teremos que ler, quantas estatísticas teremos que rever,quantos Tribunais, encontros e Fóruns precisaremos estar,em manifestos públicos,a nivel Nacional e Mundial, para gerar "visibilidade" e erguer uma força tarefa permanente que se disponha realmente a banir ,a impedir e Julgar, tais atrocidades contra crianças!!!

Vejamos matérias "anteriores"...(http://pib.socioambiental.org/en/noticias?id=33073)

"Cresce o número de crianças indígenas mortas em 13 regiões
Segundo diretor da Fundação Nacional de Saúde, nem todas as mortes estão relacionadas à desnutrição

Lisandra Paraguassú*(Fonte)

A mortalidade entre crianças indígenas aumentou em 13 dos 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (Dsei, a divisão que o governo faz das nações indígenas, sem obedecer, por exemplo, o limite territorial dos Estados) do País entre 2003 e 2004, apesar de, na média nacional, os números estarem caindo desde 2002.
Naquele ano, a cada mil índios nascidos vivos, 55,7 morriam antes de completar um ano. Em 2004, foram 44,4 por mil.
Mas as crianças indígenas ainda morrem muito mais do que as não índias: os últimos dados da mortalidade infantil nacional apontam para 24 a cada mil nascidos vivos. De acordo com o ministro da Saúde, Humberto Costa, "as mortes estão dentro dos números que normalmente acontecem".

A matéria começa assim..e o termo"Normalidade", nos choca, não?

Vejamos outra matéria: Genocídio governamental(Bem colocado)***

"Mortalidade infantil é 138% maior entre crianças indígenas

Relatório divulgado diz que nos últimos dois anos mais de 50 crianças indígenas morreram por causas como desnutrição no Brasil

"27 de abril de 2008"(http://www.pco.org.br/conoticias/ler_materia.php?mat=5273)Foi divulgado no dia 10 de abril pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi), o relatório “Violências Contra os Povos Indígenas – 2006-2007” em que expõe de maneira abrangente vários aspectos do massacre sistemático infringido contra os povos indígenas brasileiros.

Um dos aspectos mais interessantes do relatório revela um verdadeiro genocídio de crianças indígenas, patrocinado pelo governo."(Relatórios do CIMI),fonte respeitável de informação.

Mortalidade indígena é mais de "duas vezes maior" (é bem mais)!!

Um estudo realizado pela Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), organização ligada à ONU (Organização das Nações Unidas), constatou que a mortalidade infantil no Brasil é dezenas de vezes maior entre crianças indígenas e negras que entre crianças brancas. No País, morrem 24 crianças a cada mil nascidas vivas, um índice bastante alto para os padrões internacionais. Nos Estados Unidos, por exemplo, são oito crianças a cada mil, no Chile são nove crianças, na Argentina 12, no Uruguai 16 e em Cuba sete crianças. Segundo o estudo, as mortes de crianças negras é 37% maior que entre crianças brancas. No caso das crianças indígenas o resultado é "desastroso". A mortalidade infantil entre os índios é 138% maior que entre crianças brancas.(1 3 8 % )

O estudo foi realizado entre os anos de 1990 e 2006 e constatou que no País há cerca de 11 milhões de crianças com até seis anos de idade e que mais da metade destas crianças, 55%, são de famílias pobres que se sustentam com menos da metade de um salário mínimo, ou seja, menos de R$ 200 por mês.

Segundo o relatório apresentado sobre a situação das crianças indígenas, no período de 2006 a 2007 foram registradas 51 mortes de crianças indígenas. E as principais causas não são de mortes provocadas por outros indivíduos, mas por inanição, disenteria, hepatite, gripe, meningite, desidratação, pneumonia e tuberculose. Há ainda o caso de uma criança que morreu durante o parto, por falta de assistência médica.

Os principais estados que apresentaram mais mortes foram o Mato Grosso do Sul, com 17 mortes de crianças, no Maranhão 12 bebês morreram de desnutrição e desidratação, no Tocantins, teve 11 mortes, Rondônia com sete e Amazonas com cinco crianças mortas.

"Governo genocida"!!

A calamidade vivida por milhares de índios deve-se exclusivamente à omissão e completo descaso dos governos estaduais e principalmente do governo Lula com os povos indígenas. Estes povos sofrem sistematicamente com a falta de assistência básica como falta de alimentação, falta de terras, falta de saneamento, medicamentos, assistência médica regular, falta de água potável etc. estão sujeitos a uma degradação cada vez maior e gradativamente estão sendo exterminados."

"Massacre silencioso"

Os ataques sofridos pelos índios não são restritos apenas à morte de crianças, mas também de adultos que muitas vezes são assassinados por jagunços, policiais etc. Este relatório, divulgado há quase dez dias, sequer teve alguma atenção da imprensa comparada à cobertura, a la Big Brother, dado ao caso da menina Isabella que foi jogada do prédio. É óbvio que existe um acordo tácito entre governo e imprensa para que este tipo de notícia seja o centro das atenções, pois divulgar de maneira insistente, quase que minuto a minuto, a situação do genocídio de dezenas de crianças indígenas devido ao descaso completo do governo Lula não seria conveniente."


Colocamos aqui, apenas "alguns dados tantas vezes colocados publicamente, seja por intermédio de fontes respeitáveis, bem como amplamente divulgados em redes e parcerias sociais, facebook,Twitter, etc..(Noticias quase nunca divulgadas nos meios de Tv e quando "são", passam batido,sem grande 'importância"..

Crianças Indígenas mortas em silêncio..na calada da noite,noites escuras da alma de todos que ficam "orfãos" de seus bebês,filhos(as), jovens ,crianças, que teriam um mundo pela frente a brincar apenas na mata,livres, em paz e segurança..

Que segurança? Quem foi invadir esta PAZ? Com que apoios contamos, se o Governo, que deveria resguardar através de postos da Funai em locais onde comprovadamente são regiões mais expostos a "explorações de terceiros", terceiros que matam,encapuzados,matam sem pestanejar e a mandos e desmandos que nunca se chega a alcançar!!

Até quando teremos que noticiar e denunciar? As palavras já não alcançam as tantas crianças que são assassinadas, desrespeitadas em seu direito a vida, bem como adultos, avós..também.

Com pesar na alma, temos que lidar com isto, todo tempo! "Recordam da menina Guajajara?"Maria dos Anjos tinha 07 anos de idade. Uma pequena flor da aldeia Anajá, do povo indígena Guajajara, no município de Arame, Maranhão. No dia 05 de maio, pela tarde, vários tiros foram disparados por quatro pessoas bêbadas na direção das casas da aldeia. Uma das balas arrancou definitivamente a beleza, a simpatia e o futuro de Maria dos Anjos. Os sentimentos de dor, de revolta e indignação que tomaram de conta da família e dos moradores da aldeia não foram partilhados pela maioria dos vizinhos não indígenas. Para eles a morte de Maria dos Anjos é um fato comum, corriqueiro, normal. Ela é mais uma vítima de uma violência que ninguém estranha mais, principalmente se ela ceifa a vida de um índio da região."(http://padrebombieri.blogspot.com/2008/05/criana-guajajara-assassinada-no-maranho.html)..
São tantas as Marias dos Anjos em aldeias distantes ,nos centros urbanos, em territórios sem Leis, de Homens sem Leis, e desprovidos de AMOR ao semelhante,AMOR à Vida!Mas, muitos são coniventes e o Governo, também!

Não estamos aqui para "atacar"(Aliás o "Indígena nunca viu ao Não Indio" como "Inimigo, via como irmão distante...), tampouco provocar,mas estamos aqui para conclamar a Humanidade, a Sociedade, e quem realmente assim se sentir chamado, a movermos um mutirão pelo Brasil á fora,um Mutirão que assim como outras culturas são capazes de reconstruir cidades inteiras, após tragédias ,Tsunamis, erupções vulcãnicas, enchentes..e igualmente merecem nosso Respeito e dedicações, Solidariedade, que possamos fazer o mesmo em relação a este "TSUNAMI SOCIAL" que leva VIDAS de Crianças Indígenas morrendo sem que a Humanidade se dê conta de que isto não é "NORMAL", tampouco pode ser classificado !!

Isto é CRIME CONTRA VIDA, CONTRA CRIANÇAS,CONTRA DIREITOS HUMANOS!!

Propomos o seguinte: Não apenas divulguemos!Já esgotaram-se as 'Palavras" os atos escritos, apelos, denuncias.Sentimos um tremendo VAZIO!Não há ECO!

FAÇAMOS UM MUTIRÃO A NIVEL MUNDIAL! Onde existem Guerreiros (as) dispostos, sejam de que Cultura, Tradição,Crença, Filosofia..ou Etnia sejam, onde existem pessoas dispostas a assumirem um mutirão em prol da VIDA E SEGURANÇA DE CRIANÇAS INDÍGENAS ,AVÓS, FAMILIAS e realnmente ,além de denunciar, "ser um agente" que promova em sua localidade a visibilidade sobre os fatos, e busque através de ações Públicas, levar aos tribunais seja lá onde for,o que aqui vem sendo "TERRA DE NINGUÉM", e o que é pior..com omissão e silêncio de muitos, FAÇAMOS ALGO! Muitas pessoas nos procuram e repassam informações, bombásticas e estas mesmas pessoas SABEM, que jamais nos omitimos a denunciar, inclusive ,muitas vezes, nos colocamos em "risco", porém, não nos intimidamos, porque pior seria omitirmos ou congelarmos com medos de represálias,enquanto vidas estão sendo levadasdesta forma ESTÚPIDA e INJUSTA!

Não podemos CALAR,consentir, e silenciar..Podemos até silenciar diante de situações que sabemos,não contribuem em nada, para nada! Então aí..silenciamos, talvez, e igual seguimos..

Em Respeito ás Vidas que se foram, que estão sendo CEIFADAS á cada segundo,que por favor, Busquemos FAZER algo,organizando-nos enquanto SERES HUMANOS, SOCIEDADE DITA "CIVILIZADA" e promovamos estas ações a nivel MUNDIAL, sem esperar por GOVERNO, ou quem quer que seja, SEJA ESTE UM MUTIRÃO DE RECONSTRUÇÃO PARA UM NOVO AMANHECER que esperamos ESTAS CRIANÇAS POSSAM "VER".
Aqui ficamos, em Respeito, Solidariedade, Memória dos tantos que foram queimados, acorrentados a um sistema que os renega e os atira do precipício, sem se quer um pára-quedas..Temos n´so, que SERMOS ENTRE NÓS, este PÁRA-QUEDAS,Efetivamente!

Ficam aqui, "alguns informativos para quem quiser aprofundar-se no "Lastimável histórico" processo de Colonização até os dias de"HOJE"..nesta GUERRA SILENCIOSA,de proporções incalculáveis!


http://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_demogr%C3%A1fica_dos_povos_ind%C3%ADgenas_das_Am%C3%A9ricas
"Galdino Jesus dos Santos (Bahia, 1952 – Brasília, 20 de abril de 1997) foi um líder indígena brasileiro da etnia pataxó-hã-hã-hãe que foi queimado vivo enquanto dormia em um abrigo de um ponto de ônibus em Brasília, após participar de manifestações do Dia do Índio, em um crime que chocou o Brasil. O crime foi praticado por cinco jovens de classe média-alta daquela cidade."(http://pt.wikipedia.org/wiki/Galdino_Jesus_dos_Santos)


A CRIANÇA MORTA "AGORA" TINHA 8 ANOS...APENAS 8 ANOS!!!http://brasiliamaranhao.wordpress.com/2012/01/05/crianca-indigena-queimada/
http://www.cimi.org.br/site/pt-br/?system=news&conteudo_id=6037&action=read


Como relata Boris Casoy, neste Site: "Enquanto a criança – da etnia awa-guajá – agonizava, os carrascos se divertiam com a cena.

O caso não vai ganhar capa da Veja ou da Folha de São Paulo. Não vai aparecer no Jornal Nacional e não vai merecer um “isso é uma vergonha” .
Também não vai virar TT no Twitter ou viral no Facebook.

Não vai ser um tema de rodas de boteco, como o cãozinho que foi morto por uma
enfermeira"..obviamente, não vai gerar qualquer passeata da turma do Cansei ou do Cansei 2 (a turma criada no suco de caranguejo que diz combater a corrupção usando máscara do Guy Fawkes** e fazendo carinha de indignada na Avenida Paulista ou na Esplanada dos Ministérios).

Entretanto, se amanhã ou depois um índio der um tapa na cara de um fazendeiro ou madeireiro, em Arame ou em qualquer lugar do Brasil, não faltarão editoriais – em jornais, revistas, rádios, TVs e portais – para falar da “selvageria” e das tribos “não civilizadas” e da ameaça que elas representam para as pessoas de bem e para a democracia.

Mas isso não vai ocorrer.(vejam mais do texto)..http://brasiliamaranhao.wordpress.com/2012/01/05/crianca-indigena-queimada/

Ficamos por aqui.
Que possamos Todos, Ter UM NOVO AMANHECER, sobretudo que as CRIANÇAS POSSAM..Sejam Indígenas, Não Indígenas, porém com certeza, TODAS Merecem ter resguardados seus direitos á VIDA!

Nossa Solidariedade e Respeito à Todos (as) Familias Indígenas,Guajajara (ou Tenetehara) da aldeia Zutiwa, e aos que se foram, e seguem sofrendo ameaças,riscos constantes,de dia, á noite, á cada segundo.Expostos sempre, á qualquer momento, desapareceremsem deixar "vestígios", sem que saibamos..

Liana Utinguassú
Guarani

3 comentários:

  1. Essa situação da criança indígena nos deixou indignados justamente pelo silêncio, pela falta de comoção do povo no geral.
    Como isso acontece e nos calamos?
    Parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Na verdade,
    Muitos são os que calam,omitem,consentem,porém,penso que ainda existem os que SENTEM e MUITO!
    Creio também que falta este "pequeno" grupo, ou talvez seja maior que se pensa,unir-se mais..(Ojalá),possamos VER UM NOVO AMANHECER e contribuir ,gerar benefício dentro deste Mundo.
    Agradecemos por postar e manifestar-se presente..disponibilizamos também msn ,caso seja de seu interesse para unir mais Forças.Fico ,de certa forma, feliz, porque voce postou..Muitos passam..olham..e nós..observamoseste SENTIR,COLETIVO..como anda sendo... possibilidades..Aguyjevete:kame_tsuru@hotmail.com

    ResponderExcluir